Acidente de Marília Mendonça tem possível causa revelada após 1 ano

Neste sábado, 05 de novembro, completará um ano desde que Marília Mendonça morreu, vítima de um acidente de avião em Minas Gerais. No entanto, as causas da tragédia ainda são incertas e continuam a ser investigadas pela Polícia Civil e pela Aeronáutica. Já nesta sexta-feira, 04, foi divulgado que a aeronave voava muito baixo no momento em que sofreu a queda.

A informação foi confirmada pelo delegado Ivan Lopes, que ainda esclareceu que, apesar da descoberta, o laudo dos motores, que podem ajudar a entender o motivo por trás do voo estar tão baixo, ainda segue em verificação. “Se a gente descartar, de fato, qualquer falha nos motores que fizesse que a aeronave voasse tão baixo, aí a gente consegue caminhar para a conclusão de falha humana”, declarou ele.

Ainda de acordo com o delegado, pilotos que estavam na região no momento do acidente também contribuíram para as investigações. Um deles alegou que o piloto do avião que levava Marília entrou em contato por rádio e deveria ter pousado cerca de 1 minuto e 30 segundos após a mensagem.

Marília Mendonça – Foto: Reprodução/Redes Sociais
Marília Mendonça – Foto: Reprodução/Redes Sociais

No entanto, outro profissional disse que o piloto teria se afastado muito para realizar o pouso no local, onde a manobra deve ser feita na zona de proteção, cerca de 3 km em volta da pista. “A gente nunca vai saber por que o piloto se afastou tanto. (…) No campo da especulação, se descartar problema no motor, talvez ele quis fazer uma rampa mais suave, para dar conforto maior para pousar”, apontou o delegado.