Aracy Balabanian relembra Sai de Baixo e fala da carreira no “Conversa com Bial”

No ‘Conversa com Bial’ de hoje, dia 26, Pedro Bial encontra Aracy Balabanian para uma entrevista íntima, que traz detalhes sobre a vida da atriz, passando por alguns dos principais papéis interpretados por ela.

Aracy possui descendência armênia, filha de refugiados, e revela a história da família, radicada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Quando ela tinha 10 anos mudou-se com os pais para São Paulo onde conheceu, por intermédio da escola, Augusto Boal, criador do Teatro do Oprimido. Este foi o seu primeiro contato com a profissão, embora seu interesse tenha surgido antes, ao visitar circos.

Aracy Balabanian e Pedro Bial – Foto: Globo
Aracy Balabanian e Pedro Bial – Foto: Globo

Bial incentivou Aracy a fazer um teste para o Teatro dos Estudantes Paulista, o qual passou, e, desde então, não parou. Na entrevista, Aracy conjuga trabalho e família, e expõe que levou cerca de uma década para seu pai aceitar sua profissão.

Aracy Balabanian não se controlava no ‘Sai de Baixo’

Entre os trabalhos de Aracy, recordados pelo programa, está a série ‘Vila Sésamo’ e o musical ‘Hair‘, além da memorável Cassandra, em ‘Sai de Baixo’. Sobre o papel, Aracy revela: “Antes de contar uma coisa, eu ria ou chorava, e meu pai me dizia ‘espera, conta primeiro e depois você sente’”.

“E eu sofri com isso em ‘Sai de Baixo’, e pedi ao Daniel Filho [criador] para sair, porque os outros começavam a falar, principalmente o Miguel Falabella e o Tom Cavalcante, que faziam improvisos, e na hora eu não conseguia me controlar, chegava a me unhar, e o Daniel disse ‘Você está com vontade de rir? Então ri’. E virou o que o Falabella disse em algumas declarações, que eu fechava a piada”, explica.

Aracy Balabanian e Pedro Bial – Foto: Globo
Aracy Balabanian e Pedro Bial – Foto: Globo