Connect with us

Colunistas

Dr. André Perin alerta sobre os riscos do sapato inadequado por um longo período

Publicado a

em

É tempo de samba no pé
Maratonas de blocos e desfiles exigem cuidados especiais com os calçados

A maior festa do mundo está chegando e uma das características mais admiradas durante o Carnaval é o samba no pé. Muitas pessoas costumam ficar de salto nessa época, principalmente mulheres que desfilam e passam muitas horas em pé e sambando. Apesar de ser um período de folia, é preciso estarem atentas aos perigos do uso desse tipo de calçado. Quem nunca viu uma queda de rainha de bateria ou acidente de alguém que calçava algo muito alto? O ortopedista e cirurgião André Perin alerta sobre os riscos do sapato inadequado por um longo período.

“O salto alto é um calçado que pode gerar diversos prejuízos, pois o pé fica inclinado e ao sambar os riscos são maiores, já que o esforço e impacto na ponta do pé aumentam”, explica.

 

O Carnaval dura quatro dias, porém os ensaios e treinamentos são o ano todo. De acordo com o especialista, o uso indevido de saltos pode causar a torção do tornozelo, além de calosidade, dores e desconfortos na coluna, principalmente na região da lombar. Todo carnaval existem casos sérios de torção, como o da modelo e ex-dançarina do Faustão Erika Schneider, que torceu o pé,no carnaval de 2022, ao desfilar para a Águia de Ouro, escola de samba paulista.

“Um salto maior gera maiores riscos de lesão. Portanto, é importante ter o hábito, ou usar saltos menores e com bases maiores, para que o calcanhar tenha um apoio maior. Quando o sapato é muito novo, ele ainda não é bem ajustado ao pé. Ajustar o sapato aos poucos ao pé pode prevenir calos e feridas, assim como evitar saltos muito altos por muito tempo, como um dia inteiro, pois pode causar problemas mais graves, como inflamação de músculos e tendinites”, finaliza o ortopedista, acrescentando que mesmo quem opta por um calçado baixo durante a folia deve priorizar o conforto e a segurança, a fim de evitar, além de calos, tropeços e escorregões.

Continue Lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas

© Todos os direitos reservados