O mineiro Lowi abraçará a carreira musical

O mineiro Lowi, que atualmente vive nos Estados Unidos, reencontra-se com sua verdadeira paixão, a música!

Lowi participou da produção das festas: chá da Alice, Chica Boom, Gostoso, The Week, Joy, Icons, Splash e Guapo (Nyc-Miami-Boston) trazidas pelo produtor internacional Mauricio Lagrecca (Station 9 prod.) levando aos americanos a experiência de festas consagradas no Brasil.

“Isso teve um tom nostálgico para mim”, conta ele, relembrando dez anos atrás quando se mudou para B.H. para cursar Matematica na UFMG, através de uma bolsa de mestrado garantida pela OBMEP (Olimpiada Brasileira de Matemática).

Mesmo estudando matemática integralmente, Lowi frequentava festas e clube para manter-se conectado com a música e também com as pessoas.

O mineiro Lowi abraçará a carreira musical - Foto: Divulgação
O mineiro Lowi abraçará a carreira musical – Foto: Divulgação

A frequência de Lowi, de quinta a domingo, no clube, chamou a atenção do proprietário que notou sua sociabilidade e resolveu convidá-lo para ser responsável pela divulgação das festas e algum tempo depois apresentou-se como DJ.

Lowi começou a estudar música por conta própria aos 13 anos, época em que adquiriu um violão e também, o teclado.

“Sempre visualizava a matemática na música e em seus acordes. A harmonia melódica é composta e expressa em tempos e unia a lógica à emoção. Isto, fascinava-me!”

O mineiro Lowi abraçará a carreira musical - Foto: Divulgação
O mineiro Lowi abraçará a carreira musical – Foto: Divulgação

Ainda com a mesma idade, Lowi começou também suas viagens nos finais de semana com o intuito de cursar matemática avançada (bolsa de estudos especial fornecida pelo CNPq). Dava-se então, a este período de sua vida, a sua iniciação cientifica.

“Ganhei um troféu de reconhecimento da Petrobrás pelo domínio da matemática e também uma medalha de ouro, que me trouxe inúmeros compromissos; os quais cumpri com maestria; como: Viagens, palestras e encontros científicos.”

Esses compromissos assumidos dificultaram à conciliação de estudo, cursos e aulas de música.

O mineiro Lowi abraçará a carreira musical - Foto: Divulgação
O mineiro Lowi abraçará a carreira musical – Foto: Divulgação

Já em solo americano, Lowi descobre a importância da música como instrumento fundamental ao seu tratamento de TDAH. Fato que fez que ele retomasse suas sessões terapêuticas. Ao encarar este desafio de frente, descobriu que outros artistas também possuíam o mesmo transtorno e faziam uso deste remédio altamente relevante para alcançar sua cura; como exemplo, podemos citar a cantora Roberta Campos, autora do grande sucesso “De Janeiro a Janeiro”, que também encontrou na música, um estimulo facilitador e terapêutico. Tudo isso trouxe a ele grandes descobertas sobre o seu tipo de TDAH; até mesmo a grande característica do hiperfoco, que dá ao indivíduo uma visão mais ampla sobre tudo que desperta fascínio; ou seja, um real interesse para determinadas atividades.

Lowi tem respostas corporais visíveis a olho nu, quando está em contato com a música. Seu corpo se arrepia ao ouvir determinadas canções. Sua sensibilidade musical é intensa e visceral.

A partir de então, Lowi diz: “Reencontro-me com a música e volto a desfrutá-la, pois pretendo dividir com todos que me acompanham nas redes sociais, todo bem que ela me faz. E que também desejo a todos”.

O mineiro Lowi abraçará a carreira musical - Foto: Divulgação
O mineiro Lowi abraçará a carreira musical – Foto: Divulgação

Lowi conciliará trabalho e vida artística ao lançar, ainda este ano, um projeto musical, o qual está sendo desenvolvido com muito carinho para seu público.

Acompanhe sua trajetória, seguindo-o em suas redes sociais no Instagram https://instagram.com/lowi.us