Globo aceita imposição e renova para transmissão do Carnaval de São Paulo

A Globo e a Liga-SP (Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo) assinaram nesta sexta (12) a renovação do contrato para a transmissão dos desfiles do Grupo Especial. O novo acordo é válido apenas durante um ano e será um “teste” para ambas as partes. A emissora vai pagar um valor fixo menor, que pode crescer a depender das cotas publicitárias. A Globo também aceitou uma exigência de exibição para todo o Brasil em TV aberta.

O Notícias da TV apurou a informação com diversas fontes. Após a publicação a reportagem, a Globo confirmou a informação em comunicado, e explicou como vai funcionar o esquema daqui para a frente.

“A TV Globo vai exibir os desfiles das escolas de samba de São Paulo nas noites de sexta e sábado de Carnaval, para todo o Brasil, inclusive para o Rio de Janeiro. No domingo e na segunda, entram na avenida, também com transmissão para todo o país, os desfiles do grupo especial do Rio de Janeiro”, diz a emissora.

Antes de se acertar com a líder de audiência, os mandatários do samba paulista conversaram com a Band e tentaram encontrar uma alternativa de negócio.

A maior mudança para o contrato novo é a exibição do Carnaval de São Paulo para todo o Brasil, inclusive o Rio de Janeiro. Desde 2013, a Globo não mostrava as escolas de São Paulo para a capital fluminense. Nas noites de sexta e sábado de folia, os cariocas assistiam aos desfiles da Série Ouro, a segunda divisão do RJ –as apresentação devem ir para o Globoplay.

O fato de a emissora aceitar a condição pesou positivamente na decisão da Liga-SP, que reconhece que a exposição no canhão de TV aberta da Globo é incomparável. As projeções são de até 50 milhões de telespectadores simultâneos assistindo aos desfiles, se eles de fato forem ao ar para todos os 26 Estados e Distrito Federal.

Carnaval SP: Grade de ensaios técnicos para 2022 passa por reformulação - Foto: Liga SP - Divulgação
Carnaval SP: Grade de ensaios técnicos para 2022 passa por reformulação – Foto: Liga SP – Divulgação

No novo modelo, a emissora também vai reduzir o pagamento fixo e oferecer um valor variável que será repassado a depender de metas publicitárias alcançadas. Além do evento do Grupo Especial, a Globo assegura a exclusividade na apuração das notas, que sempre rende boa audiência; o desfile das campeãs de São Paulo; e a liga de Acesso.

Se as expectativas comerciais da empresa se concretizarem, a Liga-SP receberá o mesmo valor pago até 2022. No entanto, caso os contratos publicitários não atinjam as metas, a quantia pode ser menor. É por isso que o contrato é mais curto.

Em 2023, após a realização do evento, a entidade que comanda a folia paulistana e a Globo vão discutir o novo modelo e entender se realmente foi bom para as duas partes e planejar uma renovação.

O último contrato entre Globo e Liga-SP terminou em abril. A emissora desembolsava em torno de R$ 11 milhões por ano, valor repassado para as escolas de samba.