Marcello Camargo, filho de Hebe Camargo leva vida modesta e sequer tem plano de saúde

Marcello Camargo, único filho e herdeiro da apresentadora Hebe Camargo, revelou que, dez anos após o falecimento da mãe, não vive uma vida luxuosa e que atualmente está sem plano de saúde. Ele também desmentiu que a artista deixou uma herança superior a R$ 60 milhões como já foi especulado. “Ela usou muito dinheiro para viver a vida, ela desfrutou das coisas”, falou Marcello em um papo com Leo Dias divulgado no YouTube.
O filho da apresentadora contou ainda que seu faturamento mensal não é exorbitante como muitas pessoas pensam: “É o suficiente para manter minha vidinha, mas não é os absurdos que falam”. Segundo Marcello, Hebe não morreu milionária: “Ela investiu todo o dinheiro na casa. Ela tinha paixão pela casa dela no Cidade Jardim [bairro nobre de São Paulo].
Ela comprou a primeira e foi agregando, eram seis ou sete casas. Ela foi investindo e aumentando a casa e investindo em joias que ela gostava. Essas histórias de fazenda, cabeças gado, flat, isso tudo não é verdade. Ela deixou [de herança] a casa e as joias”. 

Quando Hebe morreu, Marcello decidiu dividir os bens com Claudio Pessutti, sobrinho da apresentadora que por anos cuidou da sua carreira. “Dividi com o Claudio porque para mim ele sempre foi como um irmão.

Marcello Camargo, filho de Hebe Camargo leva vida modesta e sequer tem plano de saúde
Marcello Camargo, filho de Hebe Camargo leva vida modesta e sequer tem plano de saúde

Ele é meu primo de primeiro grau, era filho da irmã mais velha da minha mãe”, explicou. Com o falecimento da apresentadora, que morreu aos 83 anos vítima de câncer, Marcello optou por não morar na casa localizada no bairro Cidade Jardim, mas seu primo quis viver no local. “Fizemos um acordo entre nós dois.

Ele foi me pagando algumas coisas e o acordo foi que quando vendesse a casa seria acertado entre nós.” Claudio morreu em janeiro de 2021 vítima da Covid-19. Com isso, a casa foi colocada à venda e todo o acervo e o direito de imagem de Hebe, que até então estava sob poder de do sobrinho de Hebe, passou para Marcello. Ele contou que a casa ainda não foi vendida e que continua vivendo uma vida uma vida simples. 

“Não tenho [convênio médico]. Minha mãe sempre pagou o melhor plano de saúde, depois que ela faleceu, o Claudio continuou pagando para mim. Depois que o Claudio faleceu, eu fiquei sem o plano. Mas agora, me reestruturando como estou, eu prometi para a Lydia Sayeg [joalheira amiga da família] que vou fazer o plano.

Tratei a dengue na UPA e fui muito bem tratado”, afirmou. Marcello disse que atualmente tem uma casa e um apartamento que definiu como “pequenininho” em São José do Rio Preto.

A renda dele vem de acordos que fez após a morte da mãe e do que fatura com o programa “Café com Selinho”, disponível em seu canal no YouTube. “Minha vida é modesta, sempre foi. Nasci no bairro do Sumaré [em São Paulo], a gente tinha uma vida boa, mas classe média, não faltava nada, mas não tinha aquele glamour que veio depois, da combinação casamento com Lélio [Ravagnani] e a ida dela para o SBT. Eu mantive meu estilo, claro que eu desfrutava, fui para minha coisa com ela.”