Marcos Almeida lança releitura de “Tenho Sede”, de Gilberto Gil, na série “Canções Para Morar em Tempos Difíceis”

Cantor teve duas músicas na trilha sonora da novela “Vai na Fé”, da Rede Globo

Após ter as canções “Vem Me Socorrer” e “Sê Valente” incorporadas na trilha sonora da novela “Vai na Fé”, da Rede Globo, em 2023, o cantor e compositor Marcos Almeida apresenta seu primeiro lançamento de 2024. Parte da série “Canções Para Morar em Tempos Difíceis”, ele traz a releitura de “Tenho Sede”.

Produzida pelo próprio Marcos Almeida, “Tenho Sede” é uma composição de Dominguinhos e Anastácia gravada originalmente por Gilberto Gil em 1975 no álbum “Refazenda”.

Esta é uma daquelas canções tridimensionais da música brasileira. A expressão “Tenho Sede” faz parte de uma cena narrada pelo Evangelho segundo João. Jesus de Nazaré já havia sofrido um julgamento injusto, atravessou a cidade debaixo de grande alvoroço e humilhação e agora estava pregado na cruz entre dois ladrões. O peso do mundo em suas costas, a angústia é grande. Pouco antes de morrer por amor, “sabendo Jesus que tudo estava consumado, para se cumprir plenamente a Escritura, disse: Tenho sede” (Jo 28). Nessa interpretação inédita, busquei trazer toda essa multidimensionalidade lírica para um canto puro, de take único, gravado sobre o arranjo sensível e profundo de Wanderson Lopez que sustenta a base em seu violão mágico. O arranjador continua moldando o impossível: fazer daquele clássico uma música nova como se esse novo sempre existisse – detalha Marcos sobre o motivo de gravar essa canção.

Nascido em Belo Horizonte, em Minas Gerais, no ano de 1983, Marcos Almeida foi vocalista da banda Palavrantiga e, desde 2015, segue em carreira solo, como cantor e multi-instrumentista. Em 2016, ele lançou dois álbuns ao vivo e chegou a vender mais de 30 mil ingressos de uma turnê que realizou 50 espetáculos em teatros pelo país e uma experiência internacional pela Europa.

Em outubro de 2023, iniciou o lançamento da série “Canções Para Morar em Tempos Difíceis” com a canção “Paciência”, originalmente cantada por Lenine. Por meio deste projeto, Marcos Almeida reforça seu apreço pela música popular brasileira e explora suas inúmeras possibilidades interpretativas.

“Tenho Sede” está entre as minhas “Canções Para Morar em Tempos Difíceis”. Tô fazendo uma casa na árvore, tô armando uma rede debaixo de um pé de manga. Depois da frondosa “Paciência”, de Lenine e Dudu Falcão, chegou a vez de nos sentarmos debaixo da sombra de outra árvore plantada por Dominguinhos e Anastácia – finaliza o artista.

Além da música, Marcos Almeida também se dedica à escrita, tendo já lançado o livro “Retuíte – Frases Curtas de Longa Duração” e o conto “Natal nos Trópicos”, além de artigos publicados em diversos projetos editoriais.

Ouça a canção “Tenho Sede”, de Marcos Almeida, nas plataformas digitais: https://onilnk.com/save/MarcosAlmeidaTenhoSede